Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

voos de mulher

E ela não passava de uma mulher... inconstante e borboleta. [Clarice Lispector]

Deus também bebe !

14.08.21 | voosdemulher

image.jpg


Quando o corpo se esconde na esplanada da saudade,
Ela,  só, acredita que todos os pássaros são em papel colorido,
Imagens prateadas nas mãos de Deus; 
O mar.
Todas as rochas estão suspensas no poema,
A mão de Deus, moribunda, confunde-se com a alegria de viver,
A montanha.
Argamassa da planície, floresta inversa à paixão,
O sítio escondido, onde habita Deus, amanhã, hoje,
Sinto-me como uma pedra que voa, tem asas, tem alegria,
Vida, palavra, livros e nada...
A montanha de Deus.
Onde hoje me sento,
Agradeço a sombra, oiço ao longe a fúria do mar,
Desgravada maré dos tristes silêncios,
A aldeia de Deus.
O vinho.
Porque Deus também bebe,
Tem vida...

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.