Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

voos de mulher

E ela não passava de uma mulher... inconstante e borboleta. [Clarice Lispector]

mulher solidão

11.08.21 | voosdemulher

E.Munch.jpg

Pintura Edvard Munch  

Se pudesse dar-me um nome 
registaria sem hesitar Solidão,
aquela que me acompanha 
desde o dia em que me conheço.
 
Anteporia Maria, assim deve ser 
e francamente até gosto,
criaria sobrenomes a condizer 
com o sorriso suave do rosto,
a ansiedade trancada no peito,
os braços a embalar ternura,
a voz a guardar os silêncios.
 
Por uma questão de facilidade,
aparente economia da palavra,
se me quiserem chamar,
ignorem todos os outros 
e chamem-me apenas Mulher.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.