Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

voos de mulher

E ela não passava de uma mulher... inconstante e borboleta. [Clarice Lispector]

numa clausura espiritual sem grades

15.07.21 | voosdemulher

21909482_eW11s.jpeg

Parte integrante da minha identidade são as memórias que guardo. Olhas-me, sem compreender o que vês. Estranhamente solitária na multidão, numa clausura espiritual sem grades...

Jamais seria capaz de viver atrás das grades afastada do mundo, numa vida de oração. Oh Deus perdoa-me mas eu seria a pior das tuas monjas de qualquer convento. A minha clausura é vivida no meio de tanta gente, mas a minha identidade é algo de integro, entre o sagrado e o profano, são memórias que partilho aqui e ali... a vós leitores basta unir os fios (palavras) que vou deixando.

 

10 comentários

Comentar post