Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

voos de mulher

E ela não passava de uma mulher... inconstante e borboleta. [Clarice Lispector]

palavras na vertical

04.10.21 | voosdemulher

degraus.jpg

Quanto mais na vida se acelera o quotidiano mais eu retenho as horas no astrolábio dos resistentes. Lenta, lentamente, permito ao tempo outras perspectivas - sinais abertos a todas as direcções.
Assim me purifico. E no que outros acham não ter sentido, eu pergunto: - e há sentido na vida? Cada um o sente e o julga à sua maneira.
 Há, contudo, um objectivo que nunca descuro - a liberdade - a minha - a da escolha que cabeça e coração sabem poder e dever construir.

Aí reside a minha casa, na sombra dos arbustos, no silêncio do lugar, no tempo das perguntas cujas respostas, inevitavelmente, conduzem a outras perguntas.
Assim sou.

(Teresa Matos, memórias pessoais)

2 comentários

Comentar post