Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

voos de mulher

E ela não passava de uma mulher... inconstante e borboleta. [Clarice Lispector]

reencontro-me no silêncio

30.08.21 | voosdemulher

image.jpg

Hoje não escrevo. Apaguei a luz cá dentro e no escuro, talvez entenda esta música que ecoa baixinho... Esta toada triste e dolente, como um vento frio que anuncia a chegada da chuva...( no entanto está calor) Tento reencontrar-me no silêncio da noite.

Teresa Matos 

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    voosdemulher

    30.08.21

    Caro Zé Onofre,
    No silêncio da noite revemos o nosso dia e às vezes voamos livres, sem sentir uma pressão no peito que quase nos sufoca.
    Há tantas palavras por escrever....tantas!
    Volte sempre.
    Um abraço.
    Teresa Matos
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.